A Indústria 4.0

Primeira Revolução Industrial: No final do século XVIII a antiga Grã-Bretanha entrou para introduzir máquinas em produção. A boa e velha produção manual, começou a ser substituída pelos motores a vapor e água como fonte de energia, o que por sua vez ajudou muito a agricultura e tornou o termo"fábrica" um pouco mais popular. A indústria têxtil se beneficiou das tecnologias da época, sendo a primeira a adotar esses métodos, que representaram uma grande parte da economia britânica na época.
Segunda Revolução Industrial: Entre 1870 e 1914, eramos introduzidos a segunda revolução industrial, que contou com a adição de sistemas preexistentes, como telégrafos e ferrovias, nas indústrias. Pode ser que a característica definidora desse período tenha sido a inclusão da produção em massa como principal meio de produção em geral, e sem dúvidas foi popularizada por Henry Ford. Outra coisa fundamental para a revolução, foi a eletrificação das fábricas, que ajudou mesmo que desproporcionalmente as taxas de produção. A produção de aço em massa ajudou a inserir ferrovias no sistema, o que consequentemente contribuiu para a produção em massa em geral. Inovações em química, como a invenção do corante sintético, também marcam um período em que a química estava em um estado bastante primitivo na época. No entanto, essas abordagens revolucionárias da indústria foram encerradas com o início da Primeira Guerra Mundial. A produção em massa, é claro, não foi encerrada, mas apenas desenvolvimentos no mesmo contexto foram feitos.
Terceira Revolução Industrial: A revolução digital (provavelmente aconteceu muito antes do que você imagina) que pode ser considerada como a terceira revolução industrial, foi datada entre 1950 e 1970. Ela é frequentemente chamada de Revolução Digital, já outros chamam de Era da Informação pois surgiu da mudança dos sistemas analógicos e mecânicos para sistemas digitais, enfim não importa como ela seja chamada, o fato é que a terceira revolução foi, e ainda é, um resultado direto do enorme desenvolvimento em computadores e tecnologia da informação e comunicação.

Afinal, o que é, e quais os benefícios da Indústria 4.0 para o mercado?



A Indústria 4.0 é basicamente um conceito proposto recentemente, que engloba as principais inovações tecnológicas dos campos de automação, controle e tecnologia da informação, aplicadas aos processos de manufatura. A partir de Sistemas Cyber-Físicos, Internet das Coisas e Internet dos Serviços, os processos de produção tendem a se tornar cada vez mais eficientes, autônomos e customizáveis. Isso significa um novo período no contexto das grandes revoluções industriais. Com as fábricas inteligentes, diversas mudanças ocorrerão na forma em que os produtos serão manufaturados, causando impactos em diversos setores do mercado.


A Indústria 4.0 é formada por princípios.


Existem seis princípios para o desenvolvimento e implantação, que definem os sistemas de produção inteligentes que tendem a surgir nos próximos anos, são eles:

Capacidade de operação em tempo real: Consiste na aquisição e tratamento de dados de forma praticamente instantânea, permitindo a tomada de decisões em tempo real. Virtualização: Simulações já são utilizadas atualmente, assim como sistemas supervisórios. No entanto, a indústria 4.0 propõe a existência de uma cópia virtual das fabricas inteligentes. Permitindo a rastreabilidade e monitoramento remoto de todos os processos por meio dos inúmeros sensores espalhados ao longo da planta.


Descentralização: A tomada de decisões poderá ser feita pelo sistema Cyber-Físico de acordo com as necessidades da produção em tempo real. Além disso, as máquinas não apenas receberão comandos, mas poderão fornecer informações sobre seu ciclo de trabalho. Logo, os módulos da fabrica inteligente trabalharão de forma descentralizada a fim de aprimorar os processos de produção. Orientação a serviços: Utilização de arquiteturas de software orientadas a serviços aliado ao conceito de Internet of Services. Modularidade: Produção de acordo com a demanda, acoplamento e desacoplamento de módulos na produção. O que oferece flexibilidade para alterar as tarefas das máquinas facilmente.




Enfim, a indústria está em constante mudança, e para acompanhá-la precisamos entrar cada vez mais fundo na era da internet. Nós valvuleiros geralmente prezamos por praticidade, e mesmo ela sendo fundamental para um processo de compra e venda, nós podemos unir praticidade, inovação, e conexão. Bem vindo a indústria 4.0.


E esse é só o começo, até uma próxima.


#industria

#industriatextil

#eradainformacao

#hidrail

#valvulas

#valvuleiros


Referências para o texto: https://pt.wikipedia.org/wiki/Ind%C3%BAstria_4.0 https://www.citisystems.com.br/industria-4-0/ Foram Utilizados Textos Originais, Trechos, e Adaptações.

33 visualizações

LIGUE AGORA

11 4706.1010

CLIQUE NO ÍCONE PARA CONTATO DIRETO POR WHATSAPP

whatsapp.png
ENTRE EM CONTATO
Solicite um Orçamento

Estamos aqui para ajudá-lo!

ONDE ESTAMOS:
Endereço: R. Santo Antônio, 120. Barueri, SP 06402.000

E-mail: contato@hidrail.com.br
Fone: 11 4706.1010

REDES SOCIAIS

ESCUDO-HIDRAIL-VÁLVULAS-E-CONEXÕES.png

© 2020 por LOBOO Media.

LOBOO.png
ÍCONE-WHATSAPP-CONTATO.png